.

.

FAÇA PARTE



Objetivos

Bem vindo ao meu BLOG, aqui falo dos mais diversos assuntos e temas referentes a minha área de atuação... tais como:

Artes Marciais, em especial do Kung Fu Wing Chun, de maneira informativa, através de artigos, curiosidades, etc...

Também sobre os mais diversos temas relacionados a Educação Física e Saúde em geral, que estão dentro da minha formação acadêmica...

Ainda mais, informações e super dicas sobre tudo que eu gosto e curto fazer...

Para o efeito, trago no BLOG informações práticas tais: como teoria, técnicas, treinamentos, endereço da minha academia, possíveis parcerias, etc. Aqui o leitor poderá contatar-me através do meu E-mail/Messenger: jocerlan23@hotmail.com ou pelo Fone: (82) 98828-4386.

LEIA SOBRE MINHA HISTÓRIA NO WING CHUN



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

O Sifu

A palavra SIFU literalmente tem o significado de Professor-Pai, deixando evidente a grande responsabilidade com relação a seus alunos, em geral o SIFU é um homem dotado de muitas qualidades e sendo também portador de muitos conhecimentos em diversas áreas de interesse humano ou ate mesmo da natureza.

Na China muitas famílias ricas contratavam esses professores-pai para tomarem conta da educação de seus filhos, preparando-os para descobrirem o mundo e aperfeiçoarem suas qualidades naturais. Com o tempo ainda na china essa figura ficou definida como um mestre em artes marciais, cultura e filosofia.

Com o passar do tempo muitas pessoas procuraram o SIFU apenas para aprender Kung Fu, fazendo assim esse termo ser visto como marca registrada de pessoas que ensinava arte marcial, mudança essa natural, já que quase todo chinês era praticante de alguma arte marcial, a partir daí o SIFU foi perdendo um pouco do reconhecimento em outras áreas e por tendência a cultura modificou sobre a figura dessa pessoal, atualmente é difícil ver um SIFU autentico, pois por vaidade muitas pessoas usam o termo apenas por terem certo nível de formação em Kung Fu, podendo esse ser uns estilos tradicionais ou não, muitos desses SIFUS modernos, priorizam apenas a luta e esquecem da questão tradicional a respeito do termo ‘Professor-Pai’.

Um aluno (TODAI) no início do aprendizado, o relacionamento entre o SIFU e seus alunos ainda não é muito intenso, mas depois de muito tempo juntos, essa relação de confiança se desenvolve, podendo o aluno ser ou não aceito na família do SIFU por cerimônia BAI-SI, cerimônia essa que o aluno é aceito como discípulo (SIDAI) e passa a gozar de privilégios junto do SIFU, podendo ele representar o SIFU onde quer que vá, e dessa forma honrar tanto o seu nome quanto sua família e estilo aprendido, partindo daí que ninguém tem dois pais, fica claro que não poderia ter dois SIFU, por isso é tão difícil ser aceito por um SIFU na cerimônia BAI-SI, pois para isso o SIFU tem que conhecer bem seu discípulo, podendo o mesmo as vezes ser mal visto pelos demais alunos depois de escolher seus SIDAI, claro que o SIFU escolhe quantos discípulos esse quiser.

O termo SIFU não deve ser visto como um título por tempo de treino ou por ser bom lutador, geralmente um SIFU é sempre um discípulo que foi aceito na família, pois no Kung Fu tradicional não comercial, o SIFU nasce de outro SIFU depois que esse se torna SIHING, que é quando o SIFU define que seu discípulo pode cuidar de seus próprios TODAI, depois que o SIFU ver que seu SIHING tem nível suficiente (técnica apurada, caráter inabalável, conduta e ética), o SIFU torna seu SIHING em SIFU, que seria o mesmo que dizer, “agora você está pronto para ter sua própria família”, tornando-se assim o SIFU um SIGUNG, tanto para o novo SIFU como para seus TODAI ou SIDAI, fazendo assim o novo SIFU criar sua própria família, família essa que sempre carrega o nome do SIGUNG como forma de respeito.

O lanço entre SIFU e discípulo as vezes tornam-se tão grande que o SIFU sacrifica sua vida por amor ao discípulo e contra partida o discípulo também pelo SIFU, assim como uma pessoa que faz algo com amor e carinho pelo outro, pedindo apenas o mesmo em troca, a relação SIFU e discípulo nunca é comercial, mas o discípulo entende que o SIFU tem necessidades e o discípulo ajuda não para pagar pelo conhecimento adquirido e sim como uma forma de contribuir para a sobrevivência e qualidade de vida de seu SIFU, em resposta o SIFU ajuda seu amado discípulo com o que pode.

Sihing Jocerlan Brandão


Nenhum comentário:

Postar um comentário