.

.

FAÇA PARTE



Objetivos

Bem vindo ao meu BLOG, aqui falo dos mais diversos assuntos e temas referentes a minha área de atuação... tais como:

Artes Marciais, em especial do Kung Fu Wing Chun, de maneira informativa, através de artigos, curiosidades, etc...

Também sobre os mais diversos temas relacionados a Educação Física e Saúde em geral, que estão dentro da minha formação acadêmica...

Ainda mais, informações e super dicas sobre tudo que eu gosto e curto fazer...

Para o efeito, trago no BLOG informações práticas tais: como teoria, técnicas, treinamentos, endereço da minha academia, possíveis parcerias, etc. Aqui o leitor poderá contatar-me através do meu E-mail/Messenger: jocerlan23@hotmail.com ou pelo Fone: (82) 98828-4386.

LEIA SOBRE MINHA HISTÓRIA NO WING CHUN



segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Viagem de atualização técnica em São Paulo


Foto Tradicional com Sifu
No dia 2 de novembro fui para a atualização técnica na academia de meu Mestre em Wing Chun em São Miguel Paulista - São Paulo para atualização de técnicas no qual Sifu Florentino foi submetido na China pelo mestre Duncan Leung (nosso Sigung), criador da Applied Wing Chun Internacional que tem como missão a transmissão do Wing Chun ensinado pelo Mestre Yip Man.

Essa atualização marcou meu retorno para a família do Sifu Florentino, na qual estive afastado por problemas pessoais, e o qual fui muito bem recebido pelo mestre e logo ao chegar eu e um pequeno grupo fomos submetidos ao árduo treinamento, durante 3 dias que tinha a finalidade de atualizar e corrigir técnicas que foram ensinadas ao Sifu na China pelo Mestre Duncan Leung.

Em regime de internato e intensivo, pude aprender mais sobre cultura e filosofia, além de apreciar diversas histórias transmitidas pelo Sifu para nós nas aulas teóricas, na qual aprendemos que os 4 pilares da família são:humildade, paciência, discernimento e conhecimento. Valências essas transmitidas pelo Sifu Florentino para seus alunos e discípulos de forma igual, sempre com bastante carinho e atenção, e é claro, muita verdade, o que faz o Sifu ser para mim um verdadeiro Mestre, não ficando apenas a questão da habilidade física, que a meu ver de alto nível, como também a figura de um verdadeiro pai ou Sifu em chinês.
Recebendo Instruções do Mestre Florentino
Algo que me marcou bastante nessa visita foi a paciência e o amor que o mestre tem ao ensinar, não deixando de dar atenção a dúvidas muitas vezes até bastante simples, e também sua forma de estimular a continuar mesmo quando achamos que todas nossas forças chegaram ao fim.

Foi uma experiência muito boa na qual conheci novos irmãos de Kung Fu e compartilhamos de árduas horas de treinamento coletivo e firmamos uma boa amizade, e ambientes assim que nos fazem crescer e um ambiente assim que busco inserir em minha escola de Kung Fu, prezando sempre pela amizade, companheirismo, trabalho duro.

Companheiros de Treino e o Mestre no centro
O que me faz lembrar uma frase de um famoso conquistador que dizia “Onde há vontade, há um meio”.

Abraço para todos, e espero você em nossa humilde escola de Wing Chun em Maceió/AL...

Att,
Jocerlan Brandão
Sihing Wing Chun – AWCA, Agente de Segurança Pública e Professor de Educação Física.


sexta-feira, 6 de julho de 2012

O Guia Definitivo do Wing Chun - Capitulo 1: Yip Man Wing Chun

O primeiro sistema de wing chun kuen a ser ensinada publicamente tornou-se uma das mais populares artes marciais chinesas no mundo de hoje. A história moderna do Wing Chun começou com as alterações introduzidas pela revolução comunista em 1949. Com sua propriedade e da riqueza tirada dele sob o regime comunista, grande mestre Yip Man fugiu da China e chegou a Hong Kong. Infortúnio de Yip Man, no entanto, tornou-se a bênção do mundo livre, para logo depois de chegar a Hong Kong, ele começou sua carreira como um instrutor de artes marciais profissional.

Yip Man foi o último discípulo de Chan Wah-Shun, e mudou a história do Wing Chun para sempre. Nascido na década de 1890 em uma família rica em Foshan, mais ou menos na idade de 13 (embora alguns relatos dissesse menos) Yip Man aproximou Chan Wah Shun, que ensinou na propriedade da família de Yip, e da instrução procurado, Chan, no início, pensou o jovem Yip Man era muito instruído e gentil para as artes marciais. Na esperança de dissuadir o rapaz, Chan pediu Yip para uma aula substancial. O desejo de Yip era tão grande, que ele voltou imediatamente com economias de sua vida, com a intenção de buscar lições. A dedicação de Yip Man conquistou Chan e ele aceitou como seu discípulo Yip. Pouco tempo depois, quando o cambista faleceu devido a idade avançada, Ip Man continuou suas lições com Ng Jung-So, um dos discípulos mais antigos e talentosos de Chan.

Um relato afirma que um Yip Man veio a estudar Wing Chun novamente em Hong Kong ao frequentar a escola em faculdade st. stephen durante os anos 1910. Através de um colega, Yip foi apresentado a um homem velho que se dizia ser habilidoso nas artes marciais. Yip, conhecido por seu caráter ousado e resoluto, desafiou o veterano e perdeu. Yip Man descobriu mais tarde que o velho era, na verdade, Leung Bik, filho de Leung Jan e seu Sibak (tio artes marciais). Impressionado, Yip seguiu Leung Bik nos próximos anos e assim polindo seu Wing Chun até retornar para Foshan.
Naqueles dias, não era incomum para os praticantes de Wing Chun para manter seu segredo, conhecimento e simplesmente não ensinar a todos. Foi assim que, num primeiro momento, Yip Man não ensinou e praticou apenas com seus bons amigos e colegas das artes marciais. Durante a ocupação japonesa, as condições mudaram. A vida ficou mais difícil e Yip viu sua riqueza diminuir e prosperidade. Em 1941, para retribuir a bondade de Chow-Chen Chung, Yip Man ensinou alguns alunos na aldeia vizinha de Yongan. Estes alunos incluídos filho Chow Kwong Yiu-, bem como Kwok Fu, Chan Chi-Sun, Lun Kai e Chow Sai. Como desta escrita, a maioria dos estudantes de 1940 de Ip Man já passaram. Kwok Fu Lun e Gai, no entanto, ainda preservam a sua arte em Foshan.
Se nada tivesse mudado, Yip Man provavelmente teria permanecido em Foshan e Wing Chun provavelmente nunca ter atingido a fama que atualmente goza de todo o mundo.

Os ventos da mudança, no entanto, logo varreu a China na forma do Partido comunista de Mao Tse Tung tomou o poder em 1949, após a derrota dos nacionalistas e a sua retirada para Taiwan. Sob o governo comunista, Yip Man perdeu a sua riqueza e da propriedade e não tinha escolha, mas para fugir de sua terra natal.

Em 1949, o destino trouxe Yip Man, mais uma vez para Hong Kong. Yip se abrigou na associação de trabalhadores do restaurante em Kowloon, à qual ele foi introduzido por seu bom amigo Lee Man. Quem ensinava na associação era um homem chamado Leung Sheung. Leung Sheung ensinou Choy Lay Fut. A idade não tinha umedecido o temperamento de Yip Man e, de acordo com um relato, ele criticou o desempenho Leung de forma sarcástica na frente de sua classe. Leung lançou um desafio, o resultado final do que viu Leung pedindo para se tornar discípulo de Yip Man, assim Yip Man iniciou sua carreira como professor profissional de Wing Chun em Hong Kong.

Na primavera de 1950, Yip começou com pouco mais de uma dezena de estudantes. Pouco tempo depois, uma outra classe começou com bem mais de duas dezenas de alunos. Em 1951, uma terceira classe tinha começado com mais de quarenta pessoas. Wing Chun proliferou entre os trabalhadores do restaurante e sua reputação se espalhou, atraindo pessoas de fora da associação. Wing Chun foi finalmente ensinado publicamente após décadas de sigilo.

Os primeiros anos viram o aumento da reputação de Yip Man como professor e que de Wing Chun como uma arte de luta. Estudantes de Yip fizeram e aceitaram muitos desafios. Yip Man ensinou literalmente milhares de estudantes ao longo dos anos vindos de diferentes classes sociais. Entre seus seguidores estavam os seus discípulos seniores que o ajudaram a instruir um grupo de estudantes do ensino médio, profissionais, restaurante e membros de associação de ônibus motorista e mais abastados alunos particulares.

Alguns dos primeiros discípulos de Ip Man incluído Leung Sheung (famoso por seu conjunto Jee Biu), Lok Yiu (famoso por seu Wing Chun pólo), Tsui Seung-Tin (famoso por sua Siu conjunto Tao Nim), Wong Sheun-Leung (famoso por seu pedido de Wing Chun em jogos de desafio e lutas de rua).
Através de suas vitórias em desafio, Wong Shun Leung Chuk-Hing (William Cheung, agora na Austrália e ensinando internacionalmente através de seu mundo Wing Chun Kung Fu Association), Lee Siu-Lung (Bruce Lee, que mais do que ninguém ajudou a popularizar e difundir wing Chun kung Fu e em geral ao redor do mundo através de seus filmes e ensinamentos), Cheung Hok-Kin (Hawkins Cheung, agora ensinar em Los Angeles, Califórnia), e outros firmemente estabeleceu a reputação de wing Chun como uma arte de combate em Hong Kong.

Yip Man também passou ao longo de sua arte para os seus familiares, incluindo seu sobrinho, Lo Kam Man (agora em Taipei, Taiwan) e seus filhos Yip Chun Yip Ching e quando mais tarde deixou Foshan para Hong Kong em 1962.

Outros praticantes de Wing Chun da linhagem de Yip Man Who eram responsáveis por difundir a arte incluem Wang Kiu na Europa, Kan Wah Chit-(Victor Kan) no Reino Unido, Leung ensino Ting em todo o mundo através de seu internacional Wing Tsun Associação de Artes Marciais, Lee Shing, na Inglaterra, Ho Kan Ming docente em Macau e no Canadá, Fung Hon (Stewart Fung), no Canadá, Chan Shing (Chris Chan), em San Francisco, Moy Yat em Nova York, Leung Siu-Hung (Duncan Leung) na Virgínia, Fong Chi-Wing (Augustine Fong), no Arizona, Chung Man-Lin (Ken Chung) em San Francisco, Chong Yin-Cheung (Eddie Chong), em Sacramento, Yeung Biu (Robert Yeung), no Havaí, e muitos, muitos outros.

Em 1972, depois de ter passado ao longo de seu Wing Chun a milhares de alunos e vendo a arte se espalhou ao redor do globo, grande mestre Yip Man faleceu em decorrência de complicações de câncer na garganta.

Embora a política, a rivalidade, polêmica e alguma infâmia cercaram arte de Yip Man, o próprio estilo fez grandes avanços a frente. Espera-se que as diferenças remanescentes serão resolvidas e que a família Yip Man continuará em harmonia, orgulhosamente reivindicar seu lugar como uma das mais populares formas de artes marciais chinesas praticados em todo o mundo.


quinta-feira, 17 de maio de 2012

Postura no wing chun mestre Jim Fung



Hoje trago um artigo que achei muito interessante e explicativo, Mestre Jim Fung, um dos alunos particulares do grão mestre Ip Man, Mestre Jim Fung trata nesse artigo de alguns detalhes sobre a postura no WING CHUN, artigo esse muito importante para um praticante, pois tudo em WING CHUN se inicia exatamente na postura, espero que gostem desse artigo da mesma forma que eu gostei...

A importância da postura do Wing Chun
Postura é um dos rudimentos do sistema Wing Chun. Muitas vezes, um aluno pode passar muitas horas refinando os pontos delicados de uma técnica, apenas para descobrir que esse tempo foi desperdiçado, porque sua postura é incorreta. Isto é um pouco como passar horas trabalhando no motor de um carro e depois de descobrir que seu veículo não está equipado com quatro rodas. Quando se conseguiu desenvolver uma postura correta, é muito mais fácil de aprender novas técnicas, o aluno é capaz de sentir o que é, ou não, trabalhar. Sem uma postura correta, nada realmente funciona, e que o aluno está operando por adivinhação. Neste artigo vou descrever os fundamentos da posição do Wing Chun.
É importante que os alunos desenvolvam uma postura razoável antes de aprender maus hábitos que podem levar algum tempo para corrigir. Muitas vezes um aluno com uma postura fraca irá cair na armadilha de usar força bruta para fazer um trabalho de técnica. Quanto mais tempo eles passam a fazer isso, mais difícil se torna para eles aprenderem o movimento corretamente.

Muito alta ou muito baixa
Os joelhos deve ser ligeiramente curvado para baixar o centro de equilíbrio e manter a estabilidade. Como acontece com todos Wing Chun é uma questão de grau. Não é suficiente para simplesmente dobrar os joelhos, tanto quanto possível. Se alguém é muito baixo na postura isso fará com que as coxas para se tornar tensa. Isto significa que o aluno falta equilíbrio. As pernas devem funcionar como amortecedores que absorvem força e transferi-lo para o chão. Isso não é possível se as coxas são tensas. Bem como sendo uma postura desequilibrada que é falta de mobilidade muito baixa vontade. Se a postura é muito alto o aluno pode também carecem de equilíbrio e, portanto, poder. Eles podem ser empurrado, como eles vão achar que é difícil para absorver a força de entrada. Não é realista para dar um certo ângulo, como correta para o grau de dobrar os joelhos. Forma do corpo, flexibilidade e musculosidade irá variar entre pessoas diferentes. Através de experiências com levantando e abaixando a postura ligeiramente os alunos devem encontrar a altura correta para sua posição.

A coisa mais importante é manter as coxas um do o mais relaxado possível. Às vezes, os estudantes estão sob a ilusão de que os joelhos devem ser mantidos juntos, a fim de se proteger contra pontapés na virilha. Enquanto segura os joelhos bem juntos possam defender contra um chute entregues entre as pernas, a consequente falta de mobilidade fará com que o praticante abertos a quase qualquer ataque outra. Além disso, você vai achar que você pode ser empurrado com facilidade. É importante que os pés estão viradas levemente para dentro. Isto ajuda a assegurar que são fornecidos através de pontapés entes linha central, protegendo assim contra ataques virilha golpeando em vez de apenas de bloqueio.

As Costas
A parte traseira deve ser reta, a fim de transferir o peso para o solo de forma eficiente. Este princípio pode ser ilustrado com uma régua de plástico. Quando um governante está em pé esticado, ele pode suportar um peso pesado. Quando a mesma quantidade de peso é colocada sobre uma régua ligeiramente curvada, a integridade estrutural foi perdida e vai entrar em colapso. Através da formação correta em Wing Chun um aluno irá desenvolver os músculos necessários para uma boa postura.
Pessoas com ferimentos nas costas irão beneficiar desta como os músculos que protegem a parte de trás são reforçados pela postura. Benefícios para a saúde adicionais podem ser encontrados no fato de relaxamento da postura. As pessoas muitas vezes levar a tensão em seus ombros. Na postura do Wing Chun no peito é espalhado aberto e os ombros são o mais relaxado possível. Isto não é fácil de alcançar, mas como os alunos desenvolvem, eles vão atingir os níveis mais profundos de relaxamento. Esta habilidade física de relaxar é uma ferramenta muito útil para controlar o estresse. Um estudante deve se sentir relaxado e energizado após o treinamento. Se você achar que você deixe as sessões de treinamento sentindo tenso, as chances são que você tem usado de força em vez de habilidade.

Os Braços
As mãos devem estar na linha central, quando na posição de guarda da postura. Os cotovelos devem estar a frente a partir do corpo e do ângulo no cotovelo deve ser o ângulo final que é encontrada nas posições básicas de Wing Chun. As mãos devem estar relaxados com os dedos apontando para a frente. Polegares não deve ater-se.

Força do Pensamento
Até agora só temos falado sobre a posição em termos de estrutura física. Esta é apenas uma parte da imagem. A habilidade de dirigir a energia para frente através de um centro da linha é uma parte integrante da postura. Não é fácil de ensinar. O aluno deve aprender a concentrar-se se mantendo relaxado. Nos últimos anos como uma habilidade se desenvolve, o aluno vai sentir mais energia fluindo através de seu corpo como as restrições são eliminadas e os canais para dirigir essa energia se abrir. Talvez o maior benefício de ser encontrado na formação da postura, é melhorado a concentração mental. Aprender a usar a sua mente de forma mais eficiente é de um valor ainda maior do que a capacidade de defender a si mesmo.


Grandmaster Jim Fung


quarta-feira, 9 de maio de 2012

Má qualidade do sono e estresse podem elevar pressão arterial



As doenças crônicas podem ter seus efeitos minimizados através de uma pratica saudável de exercícios físicos, sendo assim de vital importância para uma melhor qualidade de vida e prolongamento da vida alguns elementos importantes, tais como, praticar atividade física regular e com professor capacitado, manter um ritmo de treino de pelo menos 20 minutos por dia em uma ou várias atividades físicas, entender bem qual o seu problema crônico para assim poder junto ao professor desenvolver um programa de atividades físicas específicas.

Combinar esses dois fatores pode agravar risco de hipertensão e infarto.

Um dia estressante depois de uma noite ruim de sono pode ser uma combinação especialmente maléfica para a pressão arterial, como mostra um novo estudo feito por cientistas da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos. Estudos anteriores já haviam mostrado que a falta de horas de sono pode afetar a pressão sanguínea, deixando pessoas mais propensas a problemas cardiovasculares, como pressão alta, infarto e derrame. Mas nenhum trabalho havia descoberto ainda como a relação entre sono e estresse pode ser prejudicial à saúde do coração.

Os pesquisadores recrutaram 20 adultos jovens saudáveis e mediram sua pressão arterial em repouso e depois de uma tarefa estressante. Uma semana mais tarde, depois de ficarem acordados a noite toda, os participantes voltaram ao laboratório para fazer os testes novamente.

A pressão arterial sistólica, o número mais alto em uma leitura da pressão arterial, subiu cerca de 10 pontos a mais quando as pessoas que foram privadas de sono estavam passando por situações estressantes. O aumento de 10 pontos na pressão pode até não parecer muito, mas é um número alto para jovens e adultos saudáveis.

Embora os resultados sejam bastante claros, os cientistas afirmam que mais estudos precisam ser feitos com um maior contingente de pessoas para recolher melhores resultados. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, uma em cada cinco pessoas no mundo sofre de hipertensão, que é tratada, na maioria das vezes, apenas com remédios. Os autores do estudo defendem que, além do tratamento com drogas, alguns cuidados são determinantes, como dormir melhor e evitar situações estressantes.

Durma melhor
Aumentar a qualidade e as horas de sono pode ajudar a controlar problemas, como pressão alta, estresse e falta de memória. Veja algumas dicas para dormir bem e diminuir os riscos dessas complicações.

Mantenha a luz apagada: quando o cômodo em que dormimos está muito claro, o nosso corpo não produz a melatonina, o hormônio responsável pelo sono. Por isso, quanto mais escuro estiver o quarto, mas rápido uma pessoa dorme e melhor é a qualidade do sono.

Silêncio no quarto: o nosso sono é dividido em fases: o sono superficial e o sono profundo. É apenas na segunda fase que o corpo consegue recuperar as energias. Quando há uma alternância entre sons altos e baixos, o organismo fica em estado de alerta e não conseguimos passar para a fase profunda do sono.

Temperatura certa: deixar o quarto em uma temperatura amena também é importante na hora de dormir. O nosso metabolismo fica acelerado quando o cômodo está muito quente e abafado, o que diminui a qualidade do sono. Já um quarto muito frio pode causar tremores e contrações musculares durante a noite que, assim como a variação do som, fazem com que o nosso corpo tenha dificuldade de entrar na fase de sono profundo.

Escolha bem seu travesseiro: de maneira geral, o travesseiro deve ficar entre cinco e 10 centímetros de altura, para que a coluna de quem está dormindo fique em uma posição confortável.

Colchão: assim como o travesseiro, escolher bem um colchão deve ser prioridade na hora de montar um quarto. Pessoas com problemas na coluna devem tomar ainda mais cuidados, já que são mais sensíveis à qualidade do colchão onde dormem.

Retirado de http://www.educacaofisica.com.br


segunda-feira, 19 de março de 2012

Saúde Física e Mental com Atividade Física


"Hoje estou postando um artigo que achei muito interessante sobre atividade física, seja qual for à espécie, desde que feita com devida cautela e supervisão, espero que gostem do conteúdo e boa leitura, lembrando sempre, nunca é tarde para ir a busca da saúde, procure já uma academia e pratique uma atividade física."

Estudo mostra que atividade física faz "faxina" dentro das células
Sabe-se, há muito tempo, que as células acumulam resíduos do desgaste da vida cotidiana
Ao destacar os benefícios da atividade física, poucos de nós incluiriam a "faxina" intracelular. Contudo, um novo estudo sugere que a capacidade dos exercícios físicos de acelerar a remoção de resíduos e reciclagem dos componentes aproveitáveis das células do corpo pode ser um de seus efeitos mais importantes, ainda que o menos visível.

Na nova pesquisa, publicada mês passado na revista Nature, cientistas do Centro Médico do Sudoeste na Universidade do Texas, em Dallas, uniram dois grupos de camundongos. Um era normal, possuindo um sistema de limpeza celular apurado. O outro tinha sido reproduzido com sistemas de eliminação de resíduos enfraquecidos.

Sabe-se, há muito tempo, que as células acumulam resíduos do desgaste da vida cotidiana. Dentro da célula há uma espécie de amontoado de dejetos formado de proteínas quebradas, fragmentos de membranas celulares, bactérias ou vírus invasores e componentes celulares gastos ou decompostos.

Na maioria das vezes, as células eliminam esses dejetos. Elas até os reciclam para obter energia. Através do processo de autofagia, ou autodigestão, as células criam membranas especializadas que ingerem os dejetos presentes no citoplasma e os levam para uma região da célula denominada lisossomo, onde os resíduos são quebrados e queimados para obtenção de energia.

Sem esse sistema eficaz, as células poderiam ficar sufocadas e não funcionar bem ou morrer. Nos últimos anos, alguns cientistas começaram a suspeitar que mecanismos de autofagia falhos contribuíssem para o desenvolvimento de diversas doenças, incluindo diabetes, distrofia muscular, mal de Alzheimer e câncer. Acredita-se que a desaceleração da autofagia na meia-idade também exerça um papel no envelhecimento.

Autofagia
A maioria dos pesquisadores acredita que o desenvolvimento do processo foi uma reação ao estresse da inanição: a célula passaria a reunir e consumir partes supérfluas de si própria para manter vivas as partes importantes. Em placas de Petri, a taxa de autofagia aumenta quando as células estão famintas ou são colocadas sob outra forma de estresse fisiológico.
O exercício físico certamente consiste em um estresse fisiológico. Contudo, até recentemente, poucos pesquisadores haviam indagado se o exercício físico poderia de alguma forma afetar a taxa de autofagia e, caso afetasse, se isso seria importante para o corpo de modo geral.

"A autofagia afeta o metabolismo e possui benefícios abrangentes para o corpo relacionados à saúde", afirmou Beth Levine, pesquisadora do Instituto Médico Howard Hughes no Centro Médico do Sudoeste. "Parecia haver consideráveis elementos em comum." Porém, não estava claro como os dois interagiram, acrescentou Levine.

Assim, ela e seus colegas colocaram em ação camundongos de laboratório. Os animais haviam passado por um tratamento para que as membranas envolvidas na autofagia brilhassem, revelando-se. Após 30 minutos apenas, os cientistas descobriram que os camundongos tinham uma quantidade significativamente maior de membranas nas células do corpo todo, o que indicava uma autofagia acelerada.

Contudo, essa descoberta não explicava o significado do aumento da limpeza celular para o bem-estar dos camundongos. Por isso, os pesquisadores desenvolveram uma linhagem de camundongos cujos níveis de autofagia permaneciam constantes mesmo se eles estivessem famintos ou vigorosamente exercitados.

Em seguida, os pesquisadores fizeram com que esses camundongos corressem lado a lado com um grupo de controle de camundongos normais. Os camundongos resistentes à autofagia ficaram exaustos rapidamente. Seus músculos pareciam incapazes de retirar açúcar do sangue como faziam os camundongos normais.

Importância de manter-se ativo
A maior surpresa ocorreu quando Levine empanturrou os dois grupos, durante várias semanas, com ração com alto teor de gordura, até que desenvolvessem um tipo de diabetes de roedores. A corrida reverteu posteriormente a condição de saúde dos camundongos normais, mesmo enquanto continuavam recebendo a dieta rica em gordura.

Contudo, após correrem durante semanas, os camundongos resistentes à autofagia permaneceram diabéticos. Os níveis de colesterol deles também estavam mais altos que os dos outros camundongos. O exercício físico não os tornou mais saudáveis.

Levine e seus colegas concluíram que o aumento da autofagia, induzido pelos exercícios físicos, parece ser uma etapa decisiva na melhora das condições de saúde.

A descoberta é "muito empolgante", afirmou Zhen Yan, do Centro de Pesquisas Musculoesqueléticas da Universidade da Virgínia, que também estuda autofagia e exercícios. Segundo Yan, o estudo "aprimora a nossa compreensão das razões do impacto salutar dos exercícios sobre a saúde".

Os resultados obtidos por Levine têm implicações amplas. Por exemplo, os indivíduos que não reagem aos exercícios aeróbicos com o mesmo vigor que seus companheiros de treino podem ter sistemas de autofagia instáveis ou inadequados.

"É muito difícil estudar a autofagia nos seres humanos", afirmou Levine. Entretanto, medicamentos intensificadores de autofagia ou exercícios especializados algum dia talvez ajudem as pessoas a obterem total proveito dos exercícios físicos.

Até lá, esse estudo salienta mais uma vez a importância de permanecer ativo. Tanto o grupo de controle quanto o grupo geneticamente modificado tinham "níveis antecedentes normais de autofagia" durante as circunstâncias diárias, observou Levine. Contudo, esse nível de base de "limpeza" celular não foi suficiente para protegê-los em face de uma dieta insatisfatória.

"Eu nunca pratiquei exercícios físicos de forma persistente", afirmou Levine. Recentemente, porém, após ter testemunhado a contribuição dos exercícios na "limpeza" das células dos camundongos corredores, a cientista adquiriu uma esteira mecânica.
Fonte: 180graus

Exercícios te deixam mais inteligente

Pesquisa mostra que fazer atividade física dá mais energia para seu cérebro
Todo mundo sabe que exercício faz bem para saúde – e parece que os benefícios vão além da boa forma física. Recentemente, estudos mostraram que se mexer pode ajudar no aprendizado e até atrasar o declínio mental em idosos, mas ninguém sabia ao certo o motivo. Agora, uma nova pesquisa, feita na Universidade da Califórnia do Sul, sugere que o cérebro recebe mais energia durante a atividade física, assim como os músculos, aumentando sua capacidade cognitiva.

Quando você se exercita, seus músculos criam mitocôndrias (quem lembra das aulas de biologia conhece aquelas pequenas estruturas celulares que fornecem energia ao seu organismo) e, aparentemente, seu cérebro também. E a presença dessas mitocôndrias extras dá ao seu corpo, especialmente aos músculos e ao cérebro, uma quantidade maior de energia, o que faz sua massa cinzenta trabalhar de forma mais rápida e eficiente.

Essa pode ser a explicação para o exercício físico conseguir reduzir o declínio mental sentido por idosos ou por pessoas com doenças que comprometem a capacidade cognitiva.
Fonte: Revista Galileu


sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Andy Hug

Post em homenagem ao que foi para mim o melhor lutador de todos os tempos, não apenas pelas qualidades marciais, mas também pela figura que o mesmo representou para muitos, até hoje uma inspiração para mim quando treino, dou aulas ou até mesmo quando vou lutar, seja por diversão ou competindo, eis um belíssimo conteúdo que li sobre Andy Hug retirado de site 'http://www.kyokushinparana.com.br', achei que foi um excelente conteúdo sobre esse que para mim é um herói das artes marciais, espero que gostem também e que ao ler pesquisem mais e aprendam que é possível ser um grande lutador e cultivar boas qualidades e servir de exemplo independente do estilo marcial, pois devemos sempre copiar os bons exemplos.
Jocerlan Brandão

ANDY HUG (1964-2000)

Andy Hug nasceu no dia 7 de Setembro de 1964 numa pequena vila chamada Wohlen na Suíça. Sua mãe foi incapaz de criá-lo e ele foi dado para um orfanato. Assim Andy Hug passou os primeiros anos de sua vida num orfanato, até que sua avó, ganhou sua guarda, aos 03 anos de idade.

Quando Andy Hug estava com a idade de 10 anos, um amigo levou-o a assistir um treino de Karate Kyokushinkaikan. Assim Andy começou a treinar e a gostar dos treinamentos rigorosos do Kyokushinkaikan. Andy Hug evoluiu rapidamente em seus treinamentos e começou a gostar das competições de combate – Kumite. Quando ainda era juvenil, tanto destaque obteve, que ele pediu a Federação Européia para poder lutar nas categorias adultas. E Andy Hug ganhou também nas categorias adultas de Karate Kyokushinkaikan.


Andy Hug tinha 19 anos quando lutou pela primeira vez no Japão, no 3º Campeonato Mundial de Karate Kyokushinkaikan em 1983. Andy era um talento nato, e espantou o mundo inteiro do Kyokushinkaikan com suas habilidades e técnica de combate originais (as quais ele mesmo aperfeiçoara).

Quatro anos mais tarde, no 4º Campeonato Mundial de Karate Kyokushinkaikan em 1987, Andy Hug demonstrou ao mundo e ao Mestre Masutatsu Oyama, o seu famoso chute: KAKATO OTOSHI GERI. Este chute devastador aperfeiçoado por ele, conseguiu adeptos em todo mundo. Neste 4º Campeonato Mundial de Karate Kyokushinkaikan, Andy Hug luta com nomes famosos do Kyokushinkaikan como Akira Matsuda e Ademir da Costa (que superou o teste das 100 lutas), chegando a Vice-colocação.


Neste Campeonato Mundial, os dois melhores lutadores técnicos, fizeram uma final emocionante , de um lado Andy Hug e do outro Akiyoshi Matsui. Era a primeira vez sempre que um lutador não-Japonês estava em um final de Campeonato Mundial Absoluto. Até hoje todos comentam esta final, visto que nenhum atleta europeu e não japonês fizera uma final mundial. Dois atletas altamente técnicos e jovens, mostraram ao mundo as novas gerações técnicas do Karate Kyokushinkaikan. Andy abriu uma nova visão para lutadores europeus e ocidentais, e mostrou ao mundo que treinando duro, com garra e afinco e ainda contando com habilidades verdadeiras, qualquer um poderia ser um verdadeiro campeão. Para muitos, Andy Hug foi o vencedor verdadeiro da final do 4º Campeonato Mundial de Karate Kyokushinkaikan, e deveria ter sido o campeão do torneio. Neste mesmo ano, ele adentrou a Organização Seidokaikan, Andy Hug sagrou-se Campeão Mundial, fazendo a final com Taiei Kim. Apesar das regras serem parecidas com o do Kyokushinkaikan, Andy Hug adaptou-se muita bem a regra da Seidokaikan, onde valia segurar o kimono, a cabeça do adversário para a aplicação de golpes.
Um ano mais tarde, em 1993, Andy Hug estava na semi final, onde venceu por nocaute o famoso atleta da Seidokaikan Nobuaki Kakuda. A final era iria confrontar-se com o Campeão Japonês da Seidokaikan Masaaki Satake. Era um final onde Andy Hug controlou a luta do começo ao fim! Andy Hug chegou a acertar um Kakato Otoshi Geri na cabeça de Satake, mas ele estava lutando contra o ídolo local e dentro da Organização Seidokaikan. Após 03 rounds de prorrogação (02 de Karate e 01 de Kickboxing), a decisão foi pro tameshiware (quebramentos). Andy Hug perdeu, mas ganhou o coração dos japoneses, o qual o apelidaram de: O samurai com olhos azuis.


Em 1993 Andy Hug adentrou a Circuito de Lutas K-1, pelas regras do Kickboxing Japonês (idêntico ao Muay Thai, mas sem o uso de cotoveladas). Em novembro 1993, Andy estreou contra Ryuji Murakami (Shidokan Karate), vencendo no primeiro round. Aí começava a carreira do showman Andy Hug e sua popularidade começara a se arrastar em todo o Japão. Mas era não somente seu famoso chute “Kakato Otoshi Geri”, mas também sua técnica, força, garra, humildade, espírito e calor humano, que ganharam o respeito profundo de seus oponentes e o amor profundo de seus admiradores.

No Japão Andy Hug recebeu o título de "Samurai" que é uma distinção de grande honra. Kancho Kazuyoshi Ishii, (Mestre da Seidokaikan e o promotor do K-1 no Japão) diz que a razão do porque que o povo japonês admira Andy; é porque ele possui algo que o japonês respeita: um grande coração, generosidade, grande força e uma vontade de ferro. Desde criança Andy Hug, foi inspirado no filme "Rocky" que o fez treinar arduamente, para transformar-se num campeão do mundo. Andy Hug fez por merecer todos os títulos que ganhou tanto no Karate Kyokushinkaikan como no Karate Seidokaikan.

Em 1996, ele foi considerado o melhor lutador marcial do mundo.


Andy Hug foi campeão do circuito K-1 em 1996, numa luta histórica contra Mike Bernardo, foi finalistas nos anos de 1997 e 1998. Ele também foi Campeão Mundial Peso Pesado da Organização UKF, da WMTC e da WKA na modalidade Muay Thay tanto Europeu como Mundial.

Andy estava em Japão quando teve um colapso, foi feito exame médico no Nippon Medical School Hospital. Os médicos encontraram um tumor do lado esquerdo de sua garganta, e eles diagnosticaram como Leucemia.
O tratamento começou imediatamente, incluindo a Quimioterapia. Andy soube que estava seriamente doente, e assim que contactou sua esposa Ilona pelo telefone para dizer-lhe a notícia sobre sua saúde e sua condição. Andy disse a Ilona que não retornaria a Suíça, mas que permaneceria no Japão. Andy disse: O Japão é o meu repouso, e aqui eu permanecerei e lutarei contra a doença.

Em 21 de Agosto às 9 :00 da manhã Kancho Ishii visitou Andy Hug no hospital. De acordo com Kancho Ishii, falaram sobre os Torneios de K-1 em Yokohama do dia 20 de Agosto, a qual Francisco Filho havia ganhado. Andy Hug disse também a Ishii que se morresse, gostaria de morrer no Japão.
Numa quinta-feira, 24 de Agosto de 2000, às 18:21horas, Andy Hug veio a falecer aos 35 anos de idade. De acordo com a tevê japonesa, o coração de Andy parou três vezes, mas de algum modo os doutores conseguiram ressuscitá-lo. Mas na quarta vez o coração de Andy parou de vez, os doutores tentaram reanima-lo, mas infelizmente não o conseguiram.

Há precioso e poucos heróis neste mundo, e nós tivemos o privilegio de conhecer uma pessoa especial como Andy Hug. Faltava apenas algumas semanas para completar o seu 36 aniversário, quando ele morreu de repente.

A comunidade das Artes Marciais perdeu um grande aliado em prol de nossa causa , mas deixa uma lição pra vida inteira.

E para todos que o admiravam em suas lutas, lembrarão como um verdadeiro samurai, que apesar de sua estatura média, vencia grande adversários com sua excelência técnica, disciplina, garra, sabedoria e sobre tudo humildade.